Algarve foz-destaques

Algarve terá máquina de rastos em incêndios rurais

20220703 03 máquinas rastos
20220703 03 máquinas rastos
O Comando Regional de Emergência e Proteção Civil do Algarve (COREPC) realizou um treino operacional para mais de 50 manobradores de máquinas de rastos, que vão integrar o dispositivo de combate a incêndios rurais.

A ação de treino operacional decorreu ao longo dois dias em Silves, no distrito de Faro. Entre os mais de cinquenta elementos que participaram na atividade formativa promovida pelo Comando Regional do Algarve, com o apoio do município de Silves, estão operadores de máquinas e manobradores, indicados pelos Serviços Municipais de Proteção Civil (SMPC) e pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), e provenientes destes organismos da administração pública ou de empresas prestadoras de serviços às autarquias, na prevenção e combate aos incêndios, comunicou aquela autoridade.

A formação contou com uma sessão teórica que permitiu abordar temas nucleares do empenhamento destes meios fundamentais no esforço da resposta operacional, designadamente a organização dos Teatros de Operações, as Comunicações e os Protocolos de Segurança durante o combate a incêndios rurais.

«Os formandos ficaram assim com conhecimentos sobre as técnicas e as capacidades de intervenção de maquinaria para assegurar uma plena articulação com todas as forças que concorrem para a rápida extinção dos incêndios rurais», salienta a nota.

A formação também incluiu exercícios práticos no terreno com recurso à maquinaria, gentilmente cedida pelo Serviço Municipal de Silves e pelo ICNF.

O Plano de Operações Regional do Algarve para esta temática estabelece os mecanismos de mobilização e sustentação logística e operacional destes meios técnicos, sob coordenação da Equipa Tática de Empenhamento de Máquinas de Rastos (ETEMR).

O dispositivo de combate a incêndios rurais entrou na sexta-feira na sua máxima capacidade, com a entrada em vigor do denominado do nível IV, que termina a 30 de setembro. Nos próximos três meses, vão estar operacionais em Portugal 12.917 operacionais, 3.062 equipas, 2.833 veículos e 60 meios aéreos.

FOZ - Guadiana Digital