Cultura a percorrer montes isolados de Castro Marim

Com Vida

A ideia é quebrar o isolamento social.

É o repto do projeto Castro Marim (COM) Vida quelançou a iniciativa «A Música bate à porta», atividade com o duplo sentido de, por um lado, dar um pezinho de dança para quebrar o isolamento social, e por outro, apoiar a cultura e os artistas locais.

Também, pretende «quebrar a inibição e o isolamento social dos idosos, agravado pela pandemia, relembrando que a população se encontrava privada de eventos sociais há mais de um ano».

Todas as segundas-feiras, às 14:00 horas, promete percorrer as localidades mais distantes e menos povoadas do concelho castromarinense. A atuação, seja ela de música, poesia, canto ou instrumental, tem uma duração máxima de 30 minutos em cada monte, levando a cultura e animação às localidades mais isoladas.

Com regras muito restritas naquilo que é o contacto interpessoal no contexto pandémico, é permitido que se juntem as pessoas do mesmo agregado familiar.

«A Música bate à porta» é uma atividade dinamizada pela Equipa Técnica do Castro Marim (COM) e resulta de um desafio claro e resposta prioritária ao isolamento dos idosos provocado pela Covid-19 e foi integrado nas comemorações do 25 de abril do Município de Castro Marim.

Esta é uma iniciativa que se enquadra na atividade 7 «Sénior Informado e em Segurança», do projeto CLDS 4G «Castro Marim (COM)Vida», promovido pelo Município de Castro Marim e coordenado pela associação Odiana, cofinanciado pelo CRESC Algarve 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com