Aquicultura,
Economia foz-destaques

DRAP Algarve anuncia a aquicultores por telemóvel a qualidade da água

A DRAP Algarve está a informar os produtores de aquicultura de que podem vir a receber no seu telemóvel dados essenciais para monitorizar e prever as alterações na qualidade da água, evitando perdas e otimizando a produção.

Assim vai ser o novo serviço que o projeto PrecisAqua se propõe a desenvolver e teve um financiamento atribuído no valor de 301.083€, correspondente a uma taxa de financiamento de 70%.

MATEREOSPACE Lda é o Promotor deste Projeto, e os parceiros são Instituto Superior Técnico e NIVA – Norwegian Institute for Water Research. Este serviço de aquacultura de precisão com dados da água em tempo real e previsão tem como promotor a UNDERSEE – Matereospace, Lda. e parceiros o Instituto Superior Técnico, a NIVA – Norwegian Institute for Water Research.
O financiamento EEA Grants é de 301.083,00€, para o financiamento total de 430.119,00€, ao abrigo do programa Crescimento Azul.

Justificação

As atividades tradicionais de monitorização de água, as operações com sensores ou os processos de manutenção e controlo são sobretudo manuais e influenciados pela experiência pessoal, o que normalmente se traduz numa baixa qualidade dos dados disponíveis.

No sector da aquicultura, onde os níveis de qualidade da água são essenciais para manter o produto em excelentes condições para o consumo humano, esta é uma tarefa dispendiosa quer em tempo quer em dinheiro.

Por outro lado, as previsões da qualidade da água ou são inexistentes ou demoram demasiado tempo para a maioria dos produtores de peixe mais tecnológicos podendo alguns episódios que afetam a produtividade não ser detetados, como a depleção de oxigénio ou o florescimento de algas.

Este projeto visa o lançamento no mercado de um novo serviço/produto para o setor da aquacultura que, alegam os promotores permitirá o desenvolvimento de métodos produtivos mais eficazes e sustentáveis. Os utilizadores terão acesso a tempo real e previsões de temperatura das águas superficiais e níveis de concentrações de oxigénio dissolvidos para os próximos dias e alertas de possíveis eventos de depleção de oxigénio ou mesmo de florescimento de algas.

O novo modelo de serviço permite aos aquicultores monitorizar e prever as mudanças na qualidade da água sem preocupações com a compra de equipamentos ou com a manutenção dos sensores.

FOZ - Guadiana Digital

Adicionar comentário

Clique para comentar

Obrigado pelo comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.