foz-destaques Guadiana

Guadiana em estudo e obras de navegabilidade de Mértola à Foz

Guadiana em obras
A Docapesca e os Municípios de Alcoutim, Vila Real de Santo António, Castro Marim e Mértola assinaram um protocolo que tem por objetivo regular as condições em que se irá estabelecer a cooperação e colaboração entre as partes, para a realização de um estudo para identificação das infraestruturas fluviais para a navegabilidade do Rio Guadiana.

Na assinatura do protocolo, estiveram os autarcas Osvaldo Gonçalves, Alcoutim; Álvaro Araújo, Vila Real de Santo António; Francisco Amaral, Castro Marim e Mário Tomé, Mértola com Sérgio Faias, presidente do conselho de administração da Docapesca e Teresa Coelho, secretária de Estado das Pescas. 

O re estudo destina-se a que as entidades envolvidas caraterizem a situação socioeconómica das populações existentes na margem portuguesa do troço do Rio Guadiana que percorre os concelhos respetivos, identifiquem quais os agregados populacionais com potencial para um melhor aproveitamento da navegabilidade do rio, classifiquem o estado de conservação das infraestruturas fluviais existentes, identifiquem as novas infraestruturas fluviais e de interface com infraestruturas terrestres, além dos instrumentos de gestão do território em vigor, com vista a desenvolver um plano de investimentos, com identificação de três níveis distintos de prioridade e potenciais fontes de financiamento. 

Osvaldo Gonçalves, presidente da camara municipal de Alcoutim afirmou que o estudo permitirá formalizar algumas melhorias necessárias nas infraestruturas de apoio, entre as quais, as infraestruturas fluviais, a ampliação e remodelação dos cais acostáveis, bem como a criação de outro tipo de infraestruturas para barcos de maior porte e veleiros, na expetativa de que quanto maior for o percurso navegável do rio, «mais atrativo se torna e mais barcos trará, quer aqui ao nosso concelho»,

O presidente da Câmara de Mértola (Beja) considerou hoje que o estudo para identificar as infraestruturas fluviais necessárias para dinamizar a navegação no rio Guadiana até esta vila é muito importante” para o aproveitamento do projeto.
Estudo sobre navegabilidade do Guadiana até Mértola “muito importante”, pela dinamização ainda maior do turismo.

O projeto de navegabilidade do rio Guadiana entre Vila Real de Santo António e Mértola está a ser desenvolvido pela Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM). Os dois primeiros troços do projeto, entre Vila Real de Santo António e Alcoutim e de Alcoutim a Pomarão, já estão realizados. A concretização do terceiro troço, entre o Pomarão e Mértola, foi anunciada, em junho deste ano, pela DGRM.

Representa um investimento na ordem dos três milhões de euros e contempla a regularização de fundos em toda a extensão do troço e a execução do assinalamento marítimo, através de balizagem diurna e noturna, do futuro canal de navegação.

A empresa Docapesca vai realizar um estudo para identificar as infraestruturas de apoio necessárias à navegação no rio Guadiana, entre Vila Real de Santo António e a vila de Mértola.

De acordo com o presidente da Docapesca, Sérgio Faias, o projeto servirá para que se possa colocar o rio ao serviço das populações e para que a atividade turística no Guadiana se possa desenvolver.

FOZ - Guadiana Digital

pub.

Breves – Portugal

Constituído arguido no caso de Maddie McCann

O Ministério Público de Faro divulgou que constituiu arguido Christian Brücker, cidadão alemão que se encontra a cumprir na Alemanha, uma outra pena de prisão por tráfico de drogas por suspeita no caso do desaparecimento de Maddie McCann, a menina inglesa desaparecida no Algarve, em 2007.

Breves – Mundo

Motociclismo em Jerez

O Campeonato do Mundo de Motos regressa com o Grande Prémio de Jerez. A prova disputada ns Andaluzia será o primeiro dos quatro Grandes Prémios a realizar este ano em Espanha. Às 9:00 horas terá início a prova de Moto3.

A corrida de Moto2 começar às 11:20 horas. Para terminar, a proca principal rainha de MotoGP terá início às 13:00 horas.