Algarve foz-destaques

Lagosta apreendida pela GNR na lota de Sagres

gnr aprrende lagostas
gnr aprrende lagostas
A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) apreendeu 138 quilos de lagosta (Palinurus elephas), n

No âmbito de uma ação de fiscalização realizada na Lota de Sagres, com o objetivo de controlar as descargas de pescado provenientes das embarcações da pesca costeira, os militares da Guarda detetaram a descarga de crustáceos, nomeadamente lagosta, diretamente para uma viatura ligeira de mercadorias.

Não tinham sido sujeitos ao regime de primeira venda de pescado (fuga à lota), motivo que levou à sua apreensão. Na sequência da ação foi identificado um homem de 43 anos e elaborado o respetivo auto de contraordenação, sendo a infração punível até ao montante máximo de 1.500 euros para pessoas singulares.

Os crustáceos apreendidos foram transportados para a Lota de Sagres, a fim de serem submetidos ao regime de primeira venda em lota, ficando o produto da venda à ordem do processo.

A GNR salienta que o cumprimento do regime de primeira venda em Lota, tem por base a intenção de se manter e preservar um mecanismo regulador de preços neste sector pela concentração da oferta e da procura, garantindo o cumprimento das cotas de captura e visando a sustentabilidade das espécies e o controlo higionossanitário do pescado.

NEVE DE FLORES – Aldeia da Mesquita – Mértola

neve de flores

Breves – País

Corpo de mulher encontrado no Rio Guadiana

Corpo de mulher encontrado a boiar no Rio Guadiana, junto à Docapesca, em Vila Real de Santo António. A delegada de saúde declarou o óbito no local, descartando a possibilidade de qualquer tipo de violência relacionada com a morte.

Segundo apurou Arenilha TV, a mulher residia em Monte Gordo. As causas da morte são desconhecidas.

Breves – Mundo

Covid-19 aumenta na China

Na sequência dos protestos contra o confinamento, a China desagravou as medidas e tem agora um surto de difícil controlo. Os países europeus estão a levantar medidas de restrição da entrada dos chineses que decidiram viajar para a Europa. As autoridades sanitárias avançam que novas estirpes do vírus podem apresentar mutações preocupantes e há notícias de agravamento do número de vítimas da doença.