Alentejo Guadiana Notícias Território

Projecto “MESQUITA aldeia com futuro”

Foi hoje apresentado, na Sociedade Recreativa Mesquitense, o projeto “MESQUITA aldeia com futuro”, com o objetivo de transformar numa aldeia turística este lugar situado na margem direita do Guadiana.

A apresentação correu a cargo de César Ferreira, um dos mentores deste projecto, que será desenvolvido em parceria entre aquela sociedade recreativa e a associação Cultural ALAVANCA, sediada em Évora e com o apoio da Alem Primium, uma sociedade de animação turística.

César Ferreira, neto de um dos proprietários locais disse que a ideia lhe ocorreu quando juntou a tristeza que sentiu pelo facto de uma aldeia, outrora tão concorrida e habitada, estar em desertificação e com os prédios a cair e soube que havia fundos comunitários para essa recuperação, desde que apresentasse potencial de atracção turística, o que diz ser o caso.

César Ferreira revelou que estas potencialidades podem vir a ser reconhecidas pela Agência de Desenvolvimento Turístico e pela Câmara Municipal de Mértola, já que,  para além do mais, se encontra na encruzilhada de três fronteiras, uma ibérica, Portugal e Espanha, a outra regional, Alentejo e Algarve e uma terceira concelhia, Mértola e Alcoutim

Outra das valia é poder-se tornar um ponto intermédio de viabilização de uma candidatura a fundos europeus, num futuro percurso pedonal entre Mértola e Alcoutim.

Como funciona

Os proprietários, quer os que vivem fora quer os locais, colocam voluntariamente as casas à disposição do projecto. Estas são recuperadas pela parceria e, assim que começarem a ter ocupação, uma parte a do rendimento, combinada em acordo, é aplicada na amortização do custo das obras de recuperação. No final do contrato, ficam na posse do proprietário com todas as benfeitorias em móveis e no próprio imóvel.

Segundo nos revelaram os promotores, estima-se que o prazo de participação de cada imóvel no projecto seja de quinze anos. Porém, logo que tenha as suas obras amortizadas, o proprietário passa a receber uma parte do rendimento.

Os promotores disseram que poderiam vir a construir um restaurante, uma cafetaria e a prestar serviços de apoio aos praticantes de desporto. O projecto vai desenvolver -se em cinco áreas distintas da aldeia da Mesquita, correspondendo cada qual a uma fase. Caso venha a ser aprovado, prevê-se que o arranque da exploração possa acontecer dentro de ano e meio.

 

José Cruz

%d bloggers like this:
x Logo: Shield
Este Site é Protegido Por
Shield