Cultura foz-destaques

Sarah Harding da «Girls Aloud» vítima de doença grave

Girls Aloued
O Reino Unido ficou consternado com a morte prematura da cantora do grupo "Girls Aloud" que conseguiram a proeza de colocar 21 singles no Top 10 do Reino Unido.

Sarah, vítima de cancro da mama, era considerada uma estrela brilhante e muito apreciada por outras celebridades do mundo musical britânico. Harding tinha revelado, em agosto do ano passado, o ter sido diagnosticada com cancro da mama e que estava a fazer quimioterapia.

Nasscida em 1981 em Berkshire e criada em Stockport, segundo o The Guardian, deixou a escola cedo, focada na carreira musical, gravando vocais para produtores de dança. Em 2002, ela fez o teste para o show de talentos da BBC Fame Academy e, de seguida, entrou com sucesso no Popstars da ITV: The Rivals.

O formato criou uma boy band, One True Voice, e uma girl band, Girls Aloud, que se enfrentaram no Natal, nº 1. Girls Aloud, apresentando Harding, Coyle, Roberts, Cheryl Tweedy e Kimberley Walsh. e

O single de estreia, Sound of the Underground, foi o primeiro de quatro sucessos no ranking do Reino Unido e 21 sucessos no Top 10 em uma década de carreira. Girls Aloud foi aclamada pela crítica por sua alta energia, som peculiar de guitarra, e ganhou fãs de alto nível. Deixou um livro de memórias, “Hear Me Out”.

X