Sardinha tem agora confraria em Portimão

confraria da sardinha portimão

Na Casa do Descabeço no Museu de Portimão, com a realização do Primeiro Capítulo e Cerimónia de Entronização dos membros fundadores, nasceu a Confraria Gastronómica da Sardinha de Portimão.

A cerimónia contou com a presença e intervenções de autoridades locais e regionais, designadamente José Apolinário, presidente da CCDR Algarve, do Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Algarve, Pedro Valadas Monteiro, da vereadora da Câmara Municipal de Portimão, Teresa Mendes e da presidente da Assembleia Municipal de Portimão, Isabel Guerreiro e a presença de diversas outras confrarias.

Esta confraria, nascida no passado dia 17 de setembro, quer ser muito mais que uma associação de comes e bebes. A madrinha foi a Confraria do Atum de Vila Real de Santo António, representada por vários confrades e por António Cabrita, que também representou a Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas.

O logótipo, da Confraria Gastronómica da Sardinha de Portimão foi concebido pelo artista plástico João Sena, tendo a conceção do traje o traço da estilista portimonense Sandra Gonçalves e que marca uma herança histórica e uma tradição fortemente enraizadas na cultura da cidade de Portimão.

É composto por: Boné, de cor azul-marinho, inspirado no modelo usado nesta zona litoral. Capa de cor azul-marinho, com sobrecapa na mesma cor, ambos forrados com tecido no tom prata, que remetem ao mar e à cor da sardinha. Contém também uma rede de malha de pesca na sobrecapa alusiva a esta atividade.