Economia foz-destaques

Sindicato da Hotelaria na rua contra os baixos salários

manifestação sindical

Dirigentes, delegados e ativistas sindicais do Sindicato da Hotelaria do Algarve/CGTP-IN estiveram esta manhã em Faro a realizar uma ação de denúncia pública, para alertaram a opinião pública sobre a «grave situação de enorme exploração a que os trabalhadores do sector da hotelaria, turismo, restauração e similares do Algarve estão a ser vítimas à vários anos e que se agravou com as medidas desadequadas e desequilibradas que o Governo tomou e continua a tomar, a favor do patronato e em prejuízo dos trabalhadores, no âmbito do combate à COVID-19

A jornada foi iniciada junto aos hotéis EVA e Faro, cerca das 10:00 horas. Depois de terem aprovado uma moção, os presentes deslocaram-se à sede da Associação dos Industriais Hoteleiros e Similares do Algarve e à Região de Turismo do Algarve onde a entregaram. Foi também distribuída aos trabalhadores e população em geral.

O documento será enviado à Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve, ao Presidente da República, à Assembleia da República e ao Governo. Aqueles trabalhadores exigem a «revogação das normas gravosas da legislação laboral que estão a incentivar o patronato a bloquear a negociação coletiva e a aumentar a exploração».

Dizem ter em conta «o bloqueio que o patronato está a fazer à melhoria dos salários e das condições de trabalho e de vida» só a luta organizada dos trabalhadores é que forçará o patronato a mudar a sua posição.

Nesse sentido, o Sindicato da Hotelaria do Algarve está a apelar a todos os trabalhadores que estão descontentes com a situação para que deem mais força à exigência de negociações que resultem em aumentos salariais e melhoria das condições de trabalho, que se sindicalizem e participem nos plenários nos locais de trabalho e nas ações convergentes na rua. Unidos os trabalhadores têm a força necessária para a mudança!

X