Incorporadas

Poluição na Ria Formosa

Poluição Ria Formoss

Cidadãos preocupados perguntam-se até quando vão assistir ao envenenamento das águas do Parque Natural da Ria Formosa, em Olhão, uma vez que ali se proíbe «milhares de pessoas de governarem a vida na Ria Formosa».

Acusam ainda o presidente da câmara municipal de Olhão de gastar milhões em dois jardins históricos situados na Zona Ribeirinha da cidade, enquanto o «veneno» é diariamente descarregado na Frente Ribeirinha de Olhão, «com a conivência da Agência Portuguesa do Ambiente, do Parque Natural da Ria Formosa, da ASAE e do Capitão do Porto de Olhão e do SEPNA».

Temem que «à força de tanta modernização das zonas ribeirinhas de Olhão, de tanta ansiedade em deixar obra feita para uma glória futura, dando luz verde a tanta construção sem precaver os reais impactos negativos nos ecossistemas, não sejamos, num futuro próximo, surpreendidos com mutações genéticas nas espécies aquáticas!»

FOZ - Guadiana Digital

X